domingo, 24 de fevereiro de 2013

Perseguindo a Felicidade




Chamava-se  Adão e queria a felicidade
Que é o que mais quer a Humanidade
Mas nem o outro Adão do Paraíso
Andou toda a vida com um sorriso

Jogava o totobola na esperança
Que lhe trouxesse dias de bonança
Um dia veio o prémio esperado
Mas ainda ficou mais desalentado

Fazia tratamentos de beleza
P’ra contrariar as leis da Natureza
Mas à Mãe-Natureza não se ilude
Ser feliz não é a eterna juventude

Candidatou-se a Presidente da Autarquia
Mas o que o pobre Adão não sabia
É que depois de se vencer a eleição
Vem a canseira e às vezes a desilusão

Já exausto e pensando em desistir
Teve então um pensamento profundo:
Se só em mim penso sou egoísta!
 
 E assim reaprendeu a sorrir...
 A Felicidade não é deste mundo
Mas Adão já era um espiritista


Samuel, (ENLSB), 24.2.2013

Sem comentários:

Enviar um comentário